História de Canela

 


              O nome da cidade provém de uma árvore, chamada de Canela, então localizada não longe do local onde está atualmente a praça central da cidade, a Praça João Corrêa, esta caneleira servia de ponto de encontro e pousada de tropeiros.

              O Coronel João Corrêa Ferreira da Silva foi o desbravador do povoado, construiu uma estrada de ferro, iniciando a obra por volta de 1913 sendo esta concluída em 1925, ligando Canela a Taquara.

              Em 02 de março de 1926, Canela foi catalogada pela Lei Municipal nº 302 como sexto distrito de Taquara. O movimento emancipacionista tomou maior vulto a partir de 1942. Em 28 de dezembro de 1944, pela Lei Estadual nº 717, foi criado o município de Canela, tendo sido instalado a 01 de janeiro de 1945, sendo nomeado como primeiro prefeito o Sr. Nelson Schneider.

              Canela era um pequeno povoado, congregando famílias de fazendeiros de Cima da Serra, imigrantes alemães e italianos e seus descendentes. Havia um início de atividades na Indústria, com a implantação de serrarias. Canela era passagem obrigatória para as cidades de Cima da Serra com a capital do Estado. Passavam por Canela, tropeiros levando gado, queijo e couro com destino a Parobé, Taquara, São Leopoldo e Porto Alegre. Subiam a Serra, os mascates para colocarem seus produtos nas fazendas de Cima da Serra. Era o início do movimento turístico em Canela.

              Com a industrialização da madeira, surgem os primeiros hotéis na localidade de Caracol, que atraem clientela da Capital do Estado. Com o crescimento industrial floresce o comércio, e como conseqüência o movimento de pessoas. Houve necessidade de criação de pensões e hotéis (denominados naquele tempo de "Casas de Pasto") para atender a demanda.
1º carregamento de madeira para exportação em 1949 (*)

              A construção da Linha Férrea que ligava Canela a Porto Alegre foi o fator determinante para que Canela se constituísse na época no maior centro de turismo do Estado. Naquele tempo, o movimento turístico era denominado "veraneio". Em 1944, funciona um Cassino em Canela, em prédio provisório. Com o funcionamento do jogo são atraídos para Canela turistas de grandes centros do país, como São Paulo e Rio de Janeiro, e do exterior, Uruguai e Argentina. Os hotéis da época mantêm lotação permanente.

              Emancipa-se o município, e os dirigentes municipais voltam as suas preocupações para equipar o município com uma estrutura turística para receber os visitantes. Surgem os eventos e festividades para dar ao turista maior opção e lazer durante     o seu "veraneio".

              No decorrer de 1945, o Governo Federal proíbe o jogo no Brasil, o que significou um golpe fatal para o município de Canela, que tinha a sua estrutura turística em função do jogo.

              O fato da cidade estar localizada em uma área de serra lindíssima, rodeada de pinheiros, matas e parques, que sobreviveram ao desmatamento, tornou o turismo a tendência natural de Canela. Somava-se, ainda, a esse cenário o espetáculo  da neve.

              As baixas temperaturas estimulavam que as lareiras e fogões a lenha das casas permanecessem acesos, impregnando o ar com aromas diversos de madeira, lenhas de pinho, eucalipto, e a própria Canela… Mas não eram somente as belezas naturais e o clima os fatores de sedução para as pessoas.

              A cidade oferecia e ainda oferece aos turistas bons hotéis, restaurantes, churrascarias e os famosos cafés coloniais, com biscoitos waffles, schmiers, apfelstrudell e no inverno... tempo para o delicioso chocolate quente e licores caseiros. A população de Canela sempre teve uma preocupação no seu desenvolvimento cultural. A música, a gastronomia, o teatro foram capacitações desenvolvidas em várias gerações de imigrantes, que vivenciavam suas tradições em diferentes formas de comunicação. Estas eram as heranças européias da Cidade. O seu diferencial no cenário do Brasil.

              E assim, Canela veio exercendo grande fascínio sobre seus visitantes,tornando-se um dos mais importantes municípios no contexto turístico e cultural da Região das Hortênsias. A indústria do Turismo é fascinante, mas, também, bastante competitiva. Canela trilhou um longo caminho para chegar até aqui. E já tem uma história vitoriosa.

              Só no ano de 1999,o turismo na região cresceu 60% , enquanto que no Brasil como um todo, o incremento foi de apenas 10%. A cidade conseguiu desconcentrar o fluxo - anteriormente centrado no inverno - e hoje já tem um grande percentual de visitantes durante o mês de dezembro, em função do evento Natalino e da Temporada de Verão.